O fotógrafo Sul Coreano Myoung Ho Lee registrou árvores de diferentes lugares para sua obra de arte, colocando uma tela branca atrás. Parece uma ideia simples. Mas se a ideia era capturar cada árvore no seu espaço natural, isolada no espaço branco da imagem para possibilitar que pudéssemos percebê-las, bom trabalho. Cada árvore é completamente diferente uma da outra e com detalhes que passam despercebidos quando não nos permitimos esse tempo de contemplar. O artista coloca a árvore no centro de uma tela, na posição de obra de arte,  enaltecendo a beleza natural e provocando questionamentos. Quando teríamos tempo de observar as árvores? Temos tido tempo suficiente para observar as belezas da vida? Quantos lugares ainda não conhecemos?

Quando nos damos esse tempo para parar o que estamos fazendo e enxergarmos algo aparentemente banal. Observando cada detalhe, percebemos que essas árvores são únicas. Levando em conta cada formação nos galhos, cada folha, é improvável que existam duas árvores iguais no planeta. As árvores são diferentes entre si.

Assim como as pessoas.

Cada árvore, vive num local completamente diferente. Passam toda a sua existência naquela mesma posição, enxergando o mundo sempre a partir do mesmo ponto. Se perguntarem para cada uma delas o que elas acham sobre o mundo, com certeza as respostas serão baseadas no único mundo que elas conhecem: o delas.

Assim como as pessoas.

Série de fotos do fotógrafo Sul Coreano Myoung Ho Lee. Mais fotos clicando aqui.

Compartilhe: