Eduardo Hughes Galeano, é um jornalista e escritor uruguaio nascido na década de 40. É autor de mais de quarenta livros, dentre os quais os clássicos As Veias Abertas da América Latina, e O Livro dos Abraços que já foram traduzidos em diversos idiomas. Suas obras transcendem gêneros ortodoxos, combinando ficção, jornalismo, análise política e História.

Em As Veias Abertas da América Latina, Galeano analisa a História da América Latina como um todo desde o período colonial até a contemporaneidade, argumentando contra o que considera como exploração econômica e política do povo latino-americano primeiro pela Europa e depois pelos Estados Unidos da América. Já O Livro dos Abraços é uma coleção de histórias curtas e muitas vezes líricas, apresentando as visões de Galeano em relação a temas diversos como emoções, arte, política e valores. A obra também oferece uma crítica mordaz à sociedade capitalista moderna, com o autor defendendo aquilo que acredita ser uma mentalidade ideal à sociedade. Em seu livro mais recente, Espelhos, o autor tem o intuito de recontar episódios que a história oficial camuflou. Galeano se define como um escritor que remexe no lixão da história mundial.

No vídeo a seguir, Galeano conversa despretensiosamente com alguns jovens, em Barcelona, na praça Catalunha, durante uma das manifestações da Acampada BCN, sobre algumas de suas ideias e pensamentos a respeito dos homens, da sociedade, e do poder de mudança que ele percebe nos jovens pelo mundo todo. É um ótimo vídeo pra se conhecer um pouco sobre o escritor, escutar algumas de suas frases célebres e refletir sobre nossa forma de pensar e nos posicionarmos no mundo. Permita-se. Assista, contemple e reflita. E como disse Galeano: Vamos unir o que se sente, ao que se pensa, ou melhor dizendo, vamos buscar a sabedoria que une o cérebro às tripas!

 

E pra quem quer conhecer um pouquinho da obra de Galeano, uma parte do poema Los Nadies (Os niguem).

LOS NADIE POEMA DE EDUARDO GALEANO